Archive for abril, 2007

BARRAR O AUMENTO!

Diariamente somos Tratados como Sardinhas e agora mais essa. É hora de AGIR Curitiba!!!
Ato contra o aumento: quarta 25/04 à partir das 8h 3omin
Local: Praça Santos Andrade R$1,90 é um Roubo!!!

1. O valor da tarifa é absolutamente artificial, é verdade. O pagamento do transporte é proveniente do Fundo de Urbanização de Curitiba – impostos nossos – mais pagamento direto através das passagens; paga-se o transporte duas vezes.
2. O transporte de Curitiba, sabemos, é pago por quilômetro rodado, e não por passageiros, portanto a “domingueira” não é ônus nenhum às empresas, ao contrário, é lucro – direto, das passagens – a mais.
3. Enquanto movimento social pouco nos importa se os custos operacionais e a inflação subiram e isso impede a conservação do lucro das empresas em patamares, no mínimo, iguais. Nosso ponto de vista não é esse, nosso ponto de vista são o das pessoas que utilizam o transporte diariamente. A questão não é o aumento passar na prova de justificação perante as empresas, a questão é o aumento passar diante da prova da população pobre e explorada que utiliza o transporte para vender mão-de-obra.

Anúncios

abril 25, 2007 at 12:19 am 1 comentário

Preparação Magistral em Medicina Veterinária

Clique na Imagem Para Ampliar:

data: 26/04
Local: Auditório Gregório Mendel
Horário: das 19h às 22h
Informações: http://www.pucpr.br
(mentira q nã achie nada lá haha)
Melhor ligar.

abril 24, 2007 at 3:53 am Deixe um comentário

I Semana Cultural dos Trabalhadores

I Semana Cultural dos Trabalhadores


De 30/04 à 05/05

Inscrições e Informações – Centro Che:

3024-0614 (à tarde)

Vagas Limitadas!

Centro Che – Praça Generoso Marques, 90 – Galeria Andrade – Ed. Cláudia – sala 202

Senge – R: Marechal Deodoro, 630 – Shopping Itália, 22º andar – Centro

APP – R: Voluntários da Pátria, 475 – Ed. Asa – 14º andar – Centro

Auditório Brasílio Itiberê – Cruz Machado, 87 – Centro

Sindpetro – R: Lamenha Lins, 2064 – Rebouças

Sismuc – R: Mon Senhor Celso, 225 – 9º andar – Centro

Sindsaúde – Rua Marechal Deodoro , 314 – Ed. Tibaji – sala 801


Realização:

Centro Che

Grupos Participantes:

República dos Cínicos

Grupo de Teatro Acadêmico

Grupo de Teatro Atormente

Nuspartus

Grupo de Estudos Libertários

Cia. Doisincena

Coletivo Joaquina

Zulu Nation

Apoios:

Senge

Sindsaúde

Sindpetro

Sismuc

APP-Sindicato

Coletivo do Mandato do Deputado Estadual Tadeu Veneri

abril 24, 2007 at 2:07 am Deixe um comentário

BARRAR o AUMENTO!!!


Diariamente somos Tratados como Sardinhas e agora mais essa. É hora de AGIR Curitiba!!!
Ato contra o aumento: quarta 25/04 à partir das 8h 3omin
Local: Praça Santos Andrade R$1,90 é um Roubo!!!

1. O valor da tarifa é absolutamente artificial, é verdade. O pagamento do transporte é proveniente do Fundo de Urbanização de Curitiba – impostos nossos – mais pagamento direto através das passagens; paga-se o transporte duas vezes.
2. O transporte de Curitiba, sabemos, é pago por quilômetro rodado, e não por passageiros, portanto a “domingueira” não é ônus nenhum às empresas, ao contrário, é lucro – direto, das passagens – a mais.
3. Enquanto movimento social pouco nos importa se os custos operacionais e a inflação subiram e isso impede a conservação do lucro das empresas em patamares, no mínimo, iguais. Nosso ponto de vista não é esse, nosso ponto de vista são o das pessoas que utilizam o transporte diariamente. A questão não é o aumento passar na prova de justificação perante as empresas, a questão é o aumento passar diante da prova da população pobre e explorada que utiliza o transporte para vender mão-de-obra.

abril 23, 2007 at 2:01 am 1 comentário

Vamos Nós MEXER Farmácia UFPR

Só juntos vamos fazer as mudanças que precisam ser Feitas…Ajude a ter um Centro Acadêmico atuante.

Quinta(12/04) as 18h 30min haverá exibição do video “A CORPORAÇÃO
Será no Agrárias. Sala 2 do departamento de solos.(Rua dos Funcionários,1540)

Sábado(14/04) as 9h na Reitoria teremos um debate sobre Reforma Universitária e Universidade “Nova “.
Por que?

Precarização do ensino(não queremos ser meros técnicos, apertadores de botão), nem ter só um escolão …nem pagar taxas semestrais de 200 reias(como já ocorre semestralmente na UFMG)…
Venha entender a causa da mobilização de estudantes e professores em todo o Brasil.
Só para a contextualizar: na Química as aulas práticas estão suspensas por 15 dias..por falta de técnicos(mais uma ds facetas da “reforma”: Precarização das condições de Trabalho)
Local: no Anfieteatro 100 do D.Pedro I. Reitoria

Domingo(15/04) as 14h Realizaremos uma discussão sobre:
Histórico do SUS / Conselhos e Conferências de Saúde e Controle Social.
Por que?
Temos nesse as Conferências de Saúde…se nós não ocupamos nosso espaço.DECIDINDO o que queremos para as políticas de Saúde pode ter certeza que “ALGUÉM” decide por nós.
Local: no Centro CHE (Praça Generoso Marques – Galeria Andrade, 90 – Edifício Cláudia, sala 202)

Em Breve teremos um debate Sincero e honesto com Estudantes e professores para discustir os rumos do Nosso Curso e do Nosso Curriculo

abril 11, 2007 at 9:56 pm 1 comentário

Curitiba, 11 de abril de 2007.

De: Centro Acadêmico de Farmácia

Para: Professores e Técnicos ligados ao Curso de Farmácia

Convidamos a todos para participar da discussão sobre o projeto Universidade Nova, MEC, e toda a chamada Reforma Universitária, afim de que possamos juntos entender como esses projetos afetam a Universidade Pública Brasileira. Para ajudar na análise dos referidos projetos contaremos com a presença da professora Milena Martinez.

Em relação à Universidade Nova, vale pontuar:

O Art. 1º do Projeto de Decreto estabelece como objetivo “criar condições para a ampliação do acesso à educação superior, no nível de graduação, pelo melhor aproveitamento da estrutura física e de recursos humanos existentes nas universidades federais.¨ O pressuposto desse artigo é, pois, o de que a atual estrutura física e os recursos humanos estariam sendo subutilizados, daí o estabelecimento da meta global de elevar a taxa de conclusão média em cursos presenciais para 90% e de aumentar a relação estudantes/professor para 18/1, ao final de 10 anos (parágrafo único do art. 1º).

Logo, a exigência de metas tão altas para a taxa de conclusão média, em conjunto com o aumento da relação estudante/professor, o projeto pode resultar numa política de aprovação automática, desvinculada de critérios de qualidade necessários à formação plena do corpo discente. Vale ressaltar, ainda, que taxas médias de conclusão dessa ordem não tem sido a realidade das universidades no mundo inteiro.

Exemplifica-se pela situação que enfrentamos na UFPR: estão suspensas por 15 dias as aulas práticas do prédio de Química. Isto se dá por falta de técnicos, tendo os professores que acumular as duas funções. Demonstração clara da precarização das condições de trabalho, o que tende a se agravar com a Reforma e Universidade Nova.

SÓ A UNIDADE ENTRE ESTUDANTES, TÉCNICOS E PROFESSORES PODERÁ TRAZER AS MUDANÇAS QUE DE FATO QUEREMOS PARA A UFPR.

A discussão será sábado, 14.04.2007 às 9h no Anfiteatro 100, do D.Pedro I, Reitoria.

SUA PARTICIPAÇÃO É DE EXTREMA IMPORTÂNCIA.

abril 11, 2007 at 3:09 am Deixe um comentário

O farmacêutico na realidade desde a graduação

Marcelo Campese1

O ensino superior, especialmente a graduação, no Brasil está passando por um período de transição com as reformas ocorridas após a Constituição Federal de 1988, com conflitos, contradições e desfinanciamento, em meio a uma política pouco estruturada e não comunicante entre o gestor (MEC) e a sociedade civil.

Entretanto, é preciso considerar que houve um avanço, que é a superação dos Currículos Mínimos e a abertura que as novas DNC dão aos cursos. Esta abertura deve ser consolidada em uma prática educacional que permita o contato com a realidade e que prepare os egressos para o século do dinamismo, da informação na velocidade da mídia eletrônica, principalmente a internet, em um país com enormes diferenças sociais, precarização do trabalho e desfinanciamento do setor público.

O farmacêutico tem um lugar, uma função estratégica e essencial no pensar e agir em saúde e para a promoção da saúde. Sua atuação deve permear o domínio do ciclo do medicamento (da pesquisa até o acompanhamento do uso), das Análises Clínicas (desde a orientação sobre a coleta da amostra para o exame até a análise do laudo) e da Vigilância em Saúde (sanitária, epidemiológica, ambiental) com base e foco no território.

Consciente do seu inacabamento e atuando de uma forma multiprofissional, cooperativa, sem perder o afeto, o farmacêutico deve estar apto às necessidades da sociedade, contribuir para a melhoria da qualidade de vida, empoderando a população e a si mesmo dos seus direitos e deveres no Estado e na sociedade.

A formação generalista está voltada para o território e para a prática. Permite ao egresso de Farmácia conhecer a principais e as mais comuns necessidades da comunidade, dando-lhe segurança e autonomia para tomar as decisões.

Este processo de transformação está apenas começando, e para que tenha sucesso são necessárias discussões francas em que docentes, discentes, instituições e a sociedade exponham seus desejos, seus medos e suas esperanças. Estes espaços sem represálias, sem punições ou gratificações por discordar ou concordar com algum parecer devem ser estabelecidos em todas as instituições. E os estudantes cientes do seu papel de sujeito deste processo devem fomentar o debate e deixar o seu legado para os colegas do futuro.

Marcelo Campese, Farmacêutico, Tesoureiro da AFCR.

Leia na Integra: “PROPOSTA PARA ENSINO DA ATENÇÃO BÁSICA NA FARMÁCIA” monografia de Marcelo Campese (muito boa, traz um histórico sobre as reformas, aponta falhas que permanecem e coloca uma proposta de mudança)

abril 4, 2007 at 1:21 am Deixe um comentário


Tópicos recentes

Blog Stats

  • 79,965 hits

Você está no Blog do Centro Acadêmico de FArmácia da UFPR

Essa é nossa ferramenta de comunicação. Divulgação de atividades, cursos, manifestações, encontros, estágios e festas. Essa é a entidade de luta e expressão dos estudantes de farmácia da UFPR.

"Acreditar em algo e não o viver é desonesto" Gandhi.

Creative Commons License

Esse sítio está licenciado sob uma Licença Creative Commons.

abril 2007
D S T Q Q S S
« mar   maio »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930